28.5.09

[Fraternidade Missionária Verbum Dei: As Cores que nos cruzaram a Miguel Fazenda]

{... foi na busca da espiritualidade que nos conhecemos. fomos e somos também nós: cores à busca da fraternidade missionária. isto... porque quando fomos convidados para membros do júri na exposição do V centenário do nascimento de são francisco xavier-comissariada pela professora natália correia guedes-, eramos só nós os dois: os únicos pintores presentes nos membros do júri. foram as cores e a espiritualidade que cruzaram os nossos caminhos. “não toca apenas a Cristãos mas, também a Hindus, Budistas, e Muçulmanos”, disse a professora natália correia guedes, no mesmo dia em que juntou todos os membros do júri selecionados para essa missão. a exposição decorreu em simultâneo: espanha; xavier; pamplona e lisboa. depois... ficamos nós. as mensagens trocadas. os convites para os eventos pessoais. pintamos. filmamos. escrevemos. esculpimos novas missões. afinal, todos nós sonhamos poder mudar o mundo! sempre o mundo, os santos e os anjos: a perfeição! suspender o pensamento puro, que no mundo se perde e na "obra" vive para sempre! ficar invisível nas cores, nos riscos e nos traços. são mil gestos que contam as horas... as nossas e as dos outros. estamos sempre atentos: à vida e ao tempo. a todos os lugares onde os sentimentos são pintados e representados na tela. é assim que habitamos num mundo melhor. o que seria de nós sem a espiritualidade? que alma... que vida... seria a nossa... imersa neste imenso universo: aparentemente vazio. sem alma... todas as mãos são vazias e nunca se tocam: observam-se. morrem. desesperam de nunca avistarem as asas com que todos os dias: os anjos se pintam. se pudessemos ver quantos anjos habitam na terra... também nós... talvez, pudessemos ter asas para voar. ao pintor miguel fazenda desejo muitos exitos nas suas "novas figurações" e futuras missões!... }
www.miguelfazenda.com.sapo.pt

1 comentário:

Miguel disse...

Olá Maria,

Não sabia que tinhas escrito tão bonito texto sobre a minha exposição e sobre a nossa "relação".

Muitos Beijinhos

Miguel Fazenda